setcuia
   



BRASIL, Nordeste, TERESINA, MOCAMBINHO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Música, Arte e cultura
MSN -
Histórico
Categorias
Todas as mensagens
Link
Outros sites
penapicinês
jenipapoirado
eliaspazesilva
lin
orlando
fred svendsen
gallas&mayer
ricardosoares
guariba
albertpiaui
paulo moura
flávio calazans
edgar franco
manoel de moura
airton sampaio
deacordocom
solda
emerson
olharpiaui
portaldosertão
HIPERFOLIUM
oficina da palavra
piauinauta
kenard kaverna
bitorocara
blogdoacilino
caramujodada
academiaonirica
cinendesousa
dodómacedo
validuate
CINEMASCOPE

Votação
Dê uma nota para meu blog

 


 

o groove do sapo-mosca

da obra musical, inédita: vovôzim, meu padim, papai zabumba e eletronena


 

SAPO-MOSCA


desembestou nas cabeceiras
do impossível, a bananeira
onde a rã levita e cheira
o jabuti sem nadadeira

no canteiro da esperança
as minhoquinhas enchem a pança
são girinos essas lembranças
no papel-crepon desmancha

na beira da lagoa
um sapo-mosca avoa


urubu na cumeeira
souvenir de feiticeira
passarim de geladeira
cai a toa por besteira.

na folha da bananeira
bentivi matou coceira
por cima da ribanceira
gerimum perdeu a feira

na beira da lagoa
um sapo-mosca avoa


no olho dágua tem ramela
e o tatu tem manivela
3 labigó na janela
e um tokim preto de vela

piauzim na água benta
faz barulho mas não entra
na água do barreiro esquenta
uma panela com pimenta

na beira da lagoa
um sapo-mosca avoa

meia dúzia de gamela
e na cangaia a foto dela
uma ranzinha na cancela
e um cururu pensando nela

uma roupa domingueira
e um sabiá de jardineira
uma mosca que me queira
e umas lentes mais maneira

na beira da lagoa
um sapo-mosca avoa



Escrito por amaral às 10h42
[] [envie esta mensagem] []


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]